Independente

Preguiçosos dedosSobre a nua tezToques semi quedosDe novo e outra vez Por melenas idosE esbelta cervizSobr’ombros despidosUm seio feliz Alça … Mais

Madrepérola

Que acontece num minuto?Pensamento resoluto.Onde é que começa a trama?Em cima da nossa cama.Quem avança por primeiro?Toque súbito e certeiro. … Mais

Sinfonia Sagrada

Abro com as mãos, te deixo olharTe levo pra dentro devagarSempre venho aqui nesse lugarTomar xerez da tua bocaProvar o … Mais

Remédio Carnal

Ah, menina, esta é a noiteSente as brasas, benzinho?Que tal um pouco de carinho?Já não posso mais agüentarA violência só … Mais

Preliminares

Nascemos para amar; a HumanidadeVai, tarde ou cedo, aos laços da ternura.Tu és doce atractivo, ó Formosura,Que encanta, que seduz, … Mais

Consumação

No décimo quarto andar,À noite após árdua lide,Tiro o blêiser do cabideE do ócio vou cuidar.Aliso a saia amassadaDo conjunto … Mais

Lúbrica

Quando a vejo, de tarde, na alameda,Arrastando com ar de antiga fada,Pela rama da murta despontada,A saia transparente de alva … Mais

Engravidar-te de Felicidade

Agora, então, minha querida Angélica,Escreverei a alegria.Não mais a sede de sangue,Não maisEntranhas derramadas,Não maisCorações partidosE angústias.Escreverei os mares plácidosE … Mais

Confissões

Você disse que,se eu estivesse com vergonha,eu deveria sublimá-lae transformar a vergonha em prazer.Me deixar levar,e ir muito mais além.De … Mais

Poema da Terra

I O cheiro da terra tem certa mágicaQue me rapta nesta posição fágica;Que eu agarro como agarro os cabelosDo invisível … Mais