Invencível

– Me diz o que aconteceu no barco.
– Não faz isto!
– Por que? Eu quero saber.
– Tá, eu conto. O cara foi um garanhão da porra. Conto também que fizemos a noite inteira? Está bom assim?
– Essa é a verdade?
– Tu não queres a porra da verdade. Queres que eu minta. Eu digo que ele é horroroso, e tu não acreditas.
– Só quero a verdade, D.
– Foi sexo, David. Só sexo. Não amor.
– Foi bom o sexo?
– Não faz isto.
– Não podes só me contar? Por que a hesitação? É só falar. Foi bom?… Foi bom?… Foi bom?
– Foi.

(Proposta Indecente, 1993)

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s